domingo, 28 de junho de 2009

Adeus a um mestre!

É com enorme tristeza que deixo esse post. Eu não ia escrever, mas como todo mundo está escrevendo, acho que devo também.
O Michael Jackson fez parte de grandes momentos da minha infância e adolescência. Aprendi inglês por causa dele, cantei todos os hits, dancei junto, vi todos os vídeos, acompanhei tudo, infelizmente não tinha idade pra ir sozinha no show Dangerous em 1994, mas lembro de ouvir toda a transmissão pela rádio Transamérica, com o coração apertado querendo muito estar lá. Comprei todos jornais e até pouco tempo atrás tinha vários recortes sobre ele, até mesmo um poster enorme dele ( e de uma onça) fez parte da decoração do meu quarto por alguns anos.
A fase de adolescente fanática passou, mas a admiração pelo artista permaneceu, os discos também. O disco Thriller é definitivamente um divisor de águas na história da música americana, e um dos meus discos prediletos também. Michael era um artista completo, qualquer coisa que venha depois dele na música pop é apenas influênciada, acho difícil aparecer algum artista tão inovador e completo como ele. Ele foi um mestre pra todas as outras gerações de artistas pop, e continuará sendo, pois sua arte não morrerá jamais. Tive momentos muito bons com meus 14 anos e a música deste grande artista sempre esteve presente na minha trilha sonora, por isso ele deixa muitas saudades.

Minha música predileta: Man in the Mirror
I´m starting with the man in the mirror
I´m asking him to change his ways
And no message could have been any clever
If you wanna make the world a better place
Take at look at youserlf
And then make a change