domingo, 28 de junho de 2009

Adeus a um mestre!

É com enorme tristeza que deixo esse post. Eu não ia escrever, mas como todo mundo está escrevendo, acho que devo também.
O Michael Jackson fez parte de grandes momentos da minha infância e adolescência. Aprendi inglês por causa dele, cantei todos os hits, dancei junto, vi todos os vídeos, acompanhei tudo, infelizmente não tinha idade pra ir sozinha no show Dangerous em 1994, mas lembro de ouvir toda a transmissão pela rádio Transamérica, com o coração apertado querendo muito estar lá. Comprei todos jornais e até pouco tempo atrás tinha vários recortes sobre ele, até mesmo um poster enorme dele ( e de uma onça) fez parte da decoração do meu quarto por alguns anos.
A fase de adolescente fanática passou, mas a admiração pelo artista permaneceu, os discos também. O disco Thriller é definitivamente um divisor de águas na história da música americana, e um dos meus discos prediletos também. Michael era um artista completo, qualquer coisa que venha depois dele na música pop é apenas influênciada, acho difícil aparecer algum artista tão inovador e completo como ele. Ele foi um mestre pra todas as outras gerações de artistas pop, e continuará sendo, pois sua arte não morrerá jamais. Tive momentos muito bons com meus 14 anos e a música deste grande artista sempre esteve presente na minha trilha sonora, por isso ele deixa muitas saudades.

Minha música predileta: Man in the Mirror
I´m starting with the man in the mirror
I´m asking him to change his ways
And no message could have been any clever
If you wanna make the world a better place
Take at look at youserlf
And then make a change



quarta-feira, 24 de junho de 2009

Últimos sons

Tenho anunciado por email a agenda dos últimos sons deste semestre. Na verdade novos projetos apareceram nessa caminhada, por isso essa pausa nas atividades ao vivo. Mas só por este semestre. Dentro de alguns meses creio retomar os trabalhos. Semana passada fiz um som com o Quarteto no Ao Vivo Music Bar, foi muito bom, um ótimo encerramento. Terça que vem farei um som mais intimista com o Fábio Leandro no bar O Tocador de Bolacha. Espero vocês por lá, e então aí sim encerramos o semestre!
Abraços!

sexta-feira, 5 de junho de 2009

Sons

Bom, como eu disse anteriormente, a casa tá limpa com espaço pra coisas novas! Por isso podem aguardar que logo logo tem novidades!
Essa semana fui ver dois sons muito bons. O primeiro foi do Projeto Coisa Fina no Studio SP. A banda apresenta as músicas de Moacir Santos, inspirada no disco Ouro Negro, um trabalho que realmente vale a pena assistir! Quem não conhece pode conferir dia 23 de junho no SESC Paulista. O outro som foi do contrabaixista e compositor Rogério Botter Maio. O trabalho do Rogério é lindo, de extrema classe e bom gosto. Tive a oportunidade de me apresentar com ele ano passado no Café Villággio interpretando uma de suas composições, 1984, música inspirada no livro de Orwell. Sou fã declarada deste trabalho, por isso aconselho: ouçam os discos Aprendiz, Crescendo e o Prazer da Espera.
Bom por hoje é só!